terça-feira, 10 de março de 2009

Memorial de Belo Horizonte por Angela Togeiro


Belo Horizonte é uma cidade linda. Muito horizonte de concreto, de montanha e até de poluição. Muito gente, vários biotipos, muito verde, muitas flores, muitos animais.

Este é o memorial de minha passagem pela cidade.

Jamais pensei em mudar-me para a Capital. Passei aqui muitas férias em casa de parentes. Mas eu sentia uma atração especial desde a chegada, pela BH 040: de um lado a Serra do Curral, do outro, a cidade descortinando um zênite de céu e concreto. Mistura única.

Não podia haver melhor para mim. Já chegava realizada. Podia morar em qualquer parte do mundo, mas a cidade me chamava. Resisti aos encantos de várias outras que amo de paixão. E aqui estou. Sem arrependimentos.

À época do Centenário de Belo Horizonte, Beagá, como carinhosamente dizemos, fiz o soneto que abre minha passagem na cidade e com o qual todos vocês poderão partilhar desse presente que é Beagá. Ele está publicado no meu livro Contato Urbano - poesia, 1999.
Eu tirei todas as fotos aqui apresentadas e elas podem ser usadas por quem se interessar, bastando dizer a fonte. Mas outras fotos podem ter outras origens, com indicação da fonte.

Tributo a BELO HORIZONTE

Pela BR, o ônibus vinha.
Sentada, pregada à janela,
Antes do Chuá, vista eu já tinha
De uma cidade de luzes. Bela!

Desejei nesta cidade morar
E aqui fiz minha vida. Meu lar.
Entre os mistérios que me escondia
Igrejas. Templos. Festa diária.

Atlético e Cruzeiro veria
Balançar o mineirão contente.
Ah! Belo Horizonte imaginária,

A grande cidade centenária.
A mãe onde germina a semente
Dos sonhos e esperanças da gente.



BEAGÁ em fotos




Belo Horizonte aos pés da Serra do Curral

Chegando a Beagá
A BR 040, sentido Rio de Janeiro. A construção à esquerda é o Ponteio, hoje um shopping. A seguir vem a curva do Chuá, que é um posto de gasolina.
Foto Tirada do Belvedere, já na curva do Chuá, nela há uma construção que fica ao lado do posto de gasolina. Quando me mudei para cá, quase nada havia na entrada da cidade, os bairros eram meros loteamentos, hoje os lotes são raros. Os bairros Belvedere, Santa Lúcia, São Bento e outros têm acesso pela BR, e dão as boas vindas aos que chegam e adeus aos que partem.
Do Belvedere avista-se grande parte da cidade.
A praça do Papa

Praça do Papa, na realidade a praça tem outro nome: Praça Israel Pinheiro. Com a vinda do Papa à cidade em 1980, e celebração de missa, o local passou a ter essa identidade. O obelisco e a cruz são posterior à vinda. Na época o bairro Mangabeiras começava a se desenvolver.

A cidade vista da Praça

Detalhe da Praça com a Serra do Curral ao fundo




















A praça do Papa em 1980, quando da visita do Papa, e o Bairro Mangabeiras estava em plena expansão.
SERRAS DE CONCRETO
Da minha casa eu via a Serra do Curral com seus verdes em matizados esplendorosos abraçando a cidade ou enegrecida pelas queimadas ocasionais e depois verdejando em mil tons lembrando-nos que somos parte do seu ecossistema. Agora a cada dia um prédio. Uma serra de concreto se agiganta em tons cinza, e num futuro diferente, tapando o verde, tapando a serra, enclausurando mais e mais a mim e às pessoas nas serras do homem. E meu resto de Serra se vai... dia a dia... se vai... dia a dia.









4 comentários:

  1. Olá Angelaa,
    andas sumida!

    abraço a ti.

    daufen bach.

    ResponderExcluir
  2. Querida Angela, vim agradecer sua adesão e participação no EMPÓRIO DO CAFÉ LITERÁRIO.

    Agora você é membro participativo de nossos eventos.
    Será um prazer recebê-la para um café. Venha sempre.

    grande beijo

    Lu Cavichioli

    ResponderExcluir
  3. O Fanzine Episódio Cultural é uma jornal bimestral (Machado-MG/Brasil) sem fins lucrativos distribuído gratuitamente em várias instituições culturais, entre elas: Casa das Rosas (SP/SP), Inst. Moreira Salles (Poços de Caldas-MG) e Cia Bella de Artes (Poços de Caldas-MG). De acordo com o editor e poeta mineiro Carlos Roberto de Souza (Agamenon Troyan), “o objetivo é enfocar assuntos relacionados à cultura, e oferecer um espaço gratuito para que escritores, poetas, atores, dramaturgos, artistas plásticos, músicos, jornalistas... possam divulgar suas expressões artísticas”.

    ResponderExcluir
  4. Olá!! Este é um convite para você participar do “Grupo Academia Machadense de Letras”, onde você poderá publicar gratuitamente seus poemas, contos, crônicas, livros, música; textos sobre saúde, eventos, sugestões de filmes, Artes, Shows, teatro, cinema, dança, artesanato... Acesse o link abaixo e no canto superior direito clique em (PARTICIPAR). Grande abraço!
    Link do Grupo: https://www.facebook.com/groups/149884331847903/
    Meu perfil: https://www.facebook.com/carlosroberto.desouza.7

    ResponderExcluir